Em São João da Boa Vista um dos pioneiros responsáveis por instalar os primeiros aparelhos de retransmissão foi Rosário Mazzi, dono da Tele Rádio.

POR GABRIELA SODRÉ

A televisão chegou no Brasil na década de 1950, o empresário Assis Chateaubriand foi o responsável pela difusão da TV e criador da TV Tupi, a primeira emissora brasileira. Os primeiros aparelhos de TV só chegam a São João da Boa Vista em 1959 – um foi instalado à rua Getúlio Vargas 746, na casa de Rosário Mazzi e, o outro, na residência de Bogus Adib, que ficava na esquina da rua Saldanha Marinho com a praça Governador Armando Salles. E, junto com a TV, faz-se necessário a instalação de um serviço de retransmissão de sinal na cidade. O pioneiro em instalar os primeiros aparelhos de retransmissão foi o comerciante Rosário Mazzi, dono da empresa Tele Rádio que, mais tarde, passou a se chamar RMazzi Filhos, com a entrada dos filhos de Rosário nos negócios.

Para saber um pouco mais sobre Mazzi e sua importância para a história da televisão na cidade, a reportagem da Revista Atua conversou com José Roberto Vilia Alberto, conhecido como Zequinha (foto abaixo), que trabalhou por 40 anos como técnico em eletrônica e começou na empresa de Mazzi com 14 anos.

Rosário trabalhava com eletrônicos e com consertos e montagens de rádio a válvula, mas foi na década de 50 que ele começou a trabalhar com os aparelhos de televisão e retransmissores. “Ele já era técnico em eletrônica, mas, na parte de TV, era uma tecnologia que estava começando, ele não tinha conhecimento ainda, o conhecimento nosso era em rádio. Televisão era completamente diferente do rádio”. Um retransmissor possibilita a recepção de um sinal de uma rede transmissora, usado na televisão em VHF (Very High Frequency) e UHF (Ultra High Frequency). Zequinha explica que para os aparelhos retransmissores funcionarem era necessário trabalhar no sinal mudando de frequência, porque não podia transmitir na mesma frequência, ele ainda comenta que na época o sinal era em VHF, não existia UHF.

Atualmente, as torres dos aparelhos retransmissores ficam localizadas no Mirante, transmitindo os sinais das emissoras Band, EPTV/Globo, Record, Século XXI, TV União, Canção Nova, Rede TV, Rede Vida e em alguns pontos da cidade chega sinal de Poços de Caldas, mas nem sempre foi assim, principalmente no começo onde não se conseguia sinal de qualidade.

PIONEIRO
Rosário Mazzi é o pioneiro da TV em São João. Ele trabalhava com eletrônicos e com consertos e montagens de rádio a válvula, mas foi na década de 50 que ele começou a trabalhar com os aparelhos de televisão e retransmissores.

Cada época nós procurávamos melhorar o sinal, o sinal que era na capital de São Paulo não chegava no interior, então colocávamos o equipamento em um lugar, só que depois, esse sinal desaparecia, ficava péssimo para retransmitir, então a gente mudava sempre de lugar“. Ainda de acordo com Zequinha, “para encontrar um sinal de televisão, começou a procura nas partes altas da cidade, como o Bairro Santo Antônio, prédios altos, Morro da Fazenda Santa Inês e finalmente no Mirante, onde está até hoje”. No período de testes, como não havia torre instalada na cidade, eles eram realizados com mastro de cano nos pontos mais altos da cidade.

Como nesta época a busca por sinal não era algo fácil de achar, era necessário muita criatividade para realizar adaptações e reajustes para melhorias. “O processo era calibragem e uma parte dos equipamentos era usada no estágio de TV, que era o seletor de canais UHF áudio e vídeo. Esses dois sinais de áudio e vídeo eram juntados e depois divididos em duas antenas: uma transmitia áudio e a outra vídeo”, explica Zequinha. Ele ainda comenta que era necessário principalmente corrigir o vertical, que era a falta de sincronismo de um sinal que recebia o nome técnico de pedestal e sem este não tinha estabilidade no sincronismo da televisão na imagem. Rosário Mazzi foi o pioneiro para a instalação dos primeiros aparelhos retransmissores do sinal de televisão, ficou encarregado durante quase 30 anos pelo projeto até fazer a doação dos equipamentos para a prefeitura, que criou o Serviço de Televisão Municipal e aí, começaram as montagens das torres. “Começou a ter mais recurso financeiro para melhorar o sinal de TV e com isso também a prefeitura começou a entrar em contato com as emissoras para trazer equipamento, trabalhando em parceria”.

Zequinha também comentou que com o passar do tempo, as emissoras acabaram assumindo e cada uma é responsável pelos seus transmissores e a prefeitura já não tem mais participação, como acontece, também, nas prefeituras da região, como Caconde e Divinolândia.